Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Quando em 27 de Outubro de 1492 Cristóvão Colombo desembarcou num lugar a que chamou Porto Santo, supõe-se que teria sido em Baracoa na província de Guantánamo a oriente de Cuba. Quase 20 anos depois, a 15 de Agosto de 1511 é nomeado pela coroa espanhola Diego Velázquez de Cuéllar como primeiro governador, instalando aí a capital de Cuba.


Mais tarde, a 16 de Novembro de 1519 a capital foi transferida definitivamente para Havana, comemorando-se agora 494 anos desde aquele dia em que à sombra de uma frondosa ceiba (árvore de grande porte) se efectuou a cerimónia solene. 

Nesse mesmo local, em plena Plaza de Armas, ergue-se hoje uma pequena estrutura em forma de templo dórico denominada “Templete” encimada pela imagem da Virgen del Pilar, protectora dos navegadores espanhóis e onde anualmente, às zero horas do dia festivo os “habaneros” seguem o ritual de dar três voltas em seu redor, deitando uma moeda para lá da cerca e formulando um desejo com a esperança que o mesmo se cumpra. 

Este ano, com a presença de Eusébio Leal, historiador da cidade, este felicitou os presentes e assegurou que os esforços para reanimar o centro histórico e a recuperação de muitos edifícios continuarão a ser uma prioridade, mencionando as actuais obras no Teatro Marti e no Capitólio Nacional, assim como no Palácio del Segundo Cabo e na Quinta dos Molinos del Rey que ficará aberta para desfrute de toda a população.

Havana possui mais de duas centenas de edifícios classificados, a maioria deles no centro histórico, declarado Património da Humanidade, e como se poderá compreender é extremamente difícil a sua recuperação, quer pelos aspectos económicos, quer porque muitos são de propriedade particular. Mas mesmo assim tem sido notável o trabalho desenvolvido pelo Gabinete do Historiador, que quer com meios próprios quer com algumas ajudas de organizações internacionais e países amigos tem conseguido ultrapassar as maiores dificuldades e apresentar uma cidade cada vez mais interessante para se visitar com tranquilidade e segurança. 

Mas nesta data outras iniciativas têm lugar, tal como a Maratona de Havana integrada nas comemorações e que anualmente vem adquirindo maior prestígio e número de participantes nacionais e internacionais, tendo decorrido no domingo dia 17 às primeiras horas da manhã e que contou com quase três mil atletas, entre eles 260 oriundos de 35 países. 

San Cristobal de La Habana, nome oficial da capital de Cuba, tem mais de dois milhões de habitantes que com a sua simpatia e hospitalidade sabem receber bem os forasteiros de qualquer nacionalidade.

 

La Columna
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Por ocasião do 90.º aniversário do Comandante-em-Chefe Fidel Castro, não tive oportunidade de escrever e de lhe endere&cc...
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Cumpriu-se no passado dia 26 de Julho o 68.º aniversário sobre os assaltos ao Quartel Moncada em Santiago de Cuba e ao Quartel Carlos M...
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Passa exactamente a 15 de Maio, o 66.º aniversário sobre a libertação do Presídio Modelo na Isla de Pinos - actual...
Lo último
Isabel Rubio, razones para la libertad
Marilys Suárez Moreno - Revista Mujeres.- Dicen que fue una mujer de armas tomar y su historia de vida no deja dudas sobre la también llamada Capitana de Vuelta Abajo. Ferviente seguidora de los planes insurreccionales de José Ma...
Ver / Leer más
La Columna
La Revista