Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Este ano comemorámos o Dia da Rebeldia Nacional no Município Alentejano de Grândola, mais propriamente na Freguesia de Santa Margarida da Serra, onde para além de muitos amigos e do colectivo da Embaixada de Cuba em Portugal, tivemos o privilégio de contar com a actuação do "Grupo Coral Grândola Vila Morena" e do "Quarteto Amigos de Abril" que interpretaram alguns temas tradicionais da música portuguesa de intervenção, terminando com o "Hasta Siempre Comandante" e a "Guantanamera".


 

O jornalista e poeta Fernando Fitas brindou-nos com um seu poema inédito com o título "ACORDAR EM MONCADA A UTOPIA", escrito propositadamente para esta ocasião, que se transcreve na íntegra.

"Não pegámos em armas. Neste lado de cá do oceano

não tivemos o mar, não tivemos um barco.

Faltou-nos o talento para entrar em Moncada e penetrar na serra

ou de viver o tempo das épicas jornadas que inundavam as ruas,

geravam revoluções e tomavam cidades,

para sentir o alento de quantas madrugadas

despontavam nas mãos de quem nada dispunha,

senão a frialdade de um sorriso emprestado,

o néon de bordéis e um charuto apagado nos lábios da ternura,

mas ousara intentar a luz de uma outra era,

atravessando os trilhos dessa Sierra Maestra,

tocando com as mãos o anelo de festa

que transformara Havana no quartel general da liberdade.

Assim, neste oceano triste que nos coube,

retemos entre os dedos a memória de um verso

e um dedal de rum na boca da esperança,

para tomar de assalto a ousadia,

convocar a terreiro a utopia,

essa aresta de vento na fímbria do olhar

e transgredir ainda celebrando-a".

Para além de Marti e de Fidel, foram também lembrados e homenageados todos aqueles que participaram no dia 26 de Julho de 1953 nos assaltos aos Quarteis Moncada e Céspedes, assim como os que ao longo da Revolução têm dado o seu valioso contributo para que Cuba continue livre e independente.

La Columna
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Devido ao confinamento que ainda existe em Portugal, infelizmente não é possível este ano que Cubanos e Portugueses amigos de ...
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Há precisamente 10 anos, Fidel escrevia este texto sobre a transcendência histórica da morte de José Marti. ...
Celino Cunha Vieira - Associação Portuguesa José Marti / Cubainformación.- Organizado pela Embaixada de Cuba em Portugal com a colaboração da Empresa Empor, representante dos Habanos SA e detentora da prestig...
Lo último
La Columna
La Revista